top of page

Como Adaptar a Musculação ao Meu Esporte, é melhor fazer treino de força ou treino funcional?




Como Adaptar a Musculação ao Meu Esporte?

Adaptar a musculação a um esporte envolve personalizar o treinamento para atender às demandas específicas da modalidade esportiva em questão. Se você joga futebol as demandas de membros superiores são baixíssimas a não ser que você seja goleiro, então antes de tudo é importante conhecer o esporte e o que você faz em quadra.


É melhor fazer Treino Funcional? O treino funcional é tudo aquilo que aumenta a sua funcionalidade frente as necessidades físicas do esporte, então se você precisa ser mais veloz, executar os exercícios com a máxima intenção de velocidade e controle ja torna a musculação um treino funcional.


Quando fazer treino de força?

Todo treino resistido por pesos a princípio aumentará sua força, lógico que esse aumento não é infinito então a periodização do treino, ou seja, quando e como aumentar o peso é o que faz toda a diferença.



Para entender as próximas informações você deve saber o que são Habilidades Motoras:

Habilidades motoras são ações voluntárias realizadas pelos músculos do corpo para atingir um objetivo específico. Essas habilidades envolvem coordenação entre o sistema nervoso central, o sistema muscular.


Existem duas categorias principais de habilidades motoras: habilidades motoras fundamentais e habilidades motoras especializadas.


Habilidades Motoras Fundamentais:

São essenciais para o desenvolvimento motor humano e formam a base para habilidades mais complexas que incluem:

Locomoção: Caminhar, correr, pular, saltar.

Manipulação de Objetos: Pegar, lançar, chutar, arremessar.


Habilidades Motoras Especializadas:

São habilidades mais específicas e refinadas, muitas vezes associadas a atividades esportivas ou tarefas específicas.

Incluem nas Habilidades Esportivas:

Arremesso no basquete;

Saque no tênis;

Virada de bola no Volei;

Berimbolo no jiu jitsu.


As habilidades motoras são fundamentais para a participação em atividades físicas, esportes e até mesmo atividades diárias. O desenvolvimento ocorre ao longo da vida, começando na infância, e é influenciado por fatores como genética, experiência, prática e aprendizado motor.


Características das Habilidades Motoras:

Precisão: A capacidade de realizar movimentos com controle e precisão.

Coordenação: A sincronização eficiente de diferentes partes do corpo para realizar uma ação.

Equilíbrio: A habilidade de manter o corpo em uma posição estável durante a realização de uma atividade.

Agilidade: A capacidade de mover o corpo rapidamente e com facilidade.

Velocidade: A rapidez com que um movimento é executado.

Força: A capacidade de aplicar força muscular para realizar uma ação específica.


Essas habilidades são a base para a participação ativa em esportes, exercícios físicos, lazer e até mesmo para a realização de tarefas cotidianas.


Mas para te ajudar, aqui estão 8 diretrizes gerais para essa adaptação da musculação para quem pratica esporte.

 

1-Identificação das Demandas do Esporte:

Analise os movimentos e requisitos físicos específicos do esporte em questão. Considere as habilidades motoras, padrões de movimento e grupos musculares mais envolvidos durante a prática do esporte, habilidades como precisão,


2-Foco na Funcionalidade:

Priorize exercícios que melhorem a funcionalidade aumentando força e potência sem ser um gesto específico do esporte, como arremessar uma bola de 3kg. Integre movimentos similares sempre que possível, mas não de forma aleatória.


3-Treino de Potência e Explosão:

Inclua exercícios que visem a potência e explosão(Agachamento, Supino, Levantamento Terra, Desenvolvimento, Leg45), especialmente se o esporte demandar movimentos rápidos e explosivos. Exercícios na Máxima Intenção de Velocidade ou pliométricos podem ser benéficos nesse contexto.


4-Ênfase na Estabilidade e Equilíbrio:

Integre exercícios que promovam estabilidade e equilíbrio, pois os esportes exigem controle corporal preciso. Exercícios com peso corporal, bosu, e unilaterais podem ser úteis.


5-Periodização Adaptada:

Desenvolver uma periodização adaptada ao calendário de competições. Adaptar a intensidade e o volume de treino para corresponder às fases de preparação, competição e recuperação.


6-Treinamento Específico de Grupos Musculares:

Identificando os grupos musculares específicos utilizados no esporte e desenvolva exercícios que principalmente aumente a força essas áreas. Isso pode ajudar a prevenir lesões e melhorar o desempenho.


7-Recuperação Programada:

Dê importância à recuperação, pois os aqueles que praticam esportes e fazem musculação podem estar sujeitos a estresse adicional e pode chegar até o overtraining. Inclua o descanso ativo e uma programação de quantos descansos ocê deverá cumprir, assim com um treino.


8-Avaliação Contínua:

Fazer avaliações de força, potência e qualidade técnica do movimento para monitorar o progresso e ajustar o treinamento conforme necessário. Isso permite uma adaptação contínua ao longo do ano.



Como personalizar os treinos de musculação de acordo com as demandas específicas de diferentes esportes?


Depois de entender a parte teórica, é essencial que possamos organizar seus treinos de forma individualizada e caso você queira que eu faça seu treino, clique no botão abaixo.




0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
bottom of page